terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Marsala: a cor do ano e nem todos vão gostar!

A Pantone anunciou a sua cor para o ano de 2015. Uma cor rica e quente, que remete ao famoso vinho, com subtons de marrom. A cor é descrita como: Uma cor carismática que pode ser usada em todas as suas tonalidades. Um tom que incorpora a riqueza de uma refeição que satisfaz, que em suas raízes emana uma sofisticação, uma terrosa naturalidade. Complexo e encorpado, esta tom terrosos, também cheio de estilo, apela universalmente e pode ser facilmente traduzido para a moda, beleza, desenho industrial, móveis e decoração de interiores. Como a cor será usada no desenho de superfície Marsala para a moda: Marsala foi um hit nas coleções de primavera 2015. As qualidades impactantes e o corpo desta cor trazem um tom elegante quando usada só ou acompanhada de outras cores que combinem. Com a popularidade das estampas florais e listras, variações desta cor vai, indubitavelmente, levar as roupas masculinas e femininas através do próximo ano. Marsala também é uma opção para bijuterias e acessórios, incluindo bolsas, chapéus, sapatos. Este cor combina com tons neutros, incluindo o cinza. As cores de pedras preciosas com o âmbar, ouro, verdes, em subtons de turquesa, e azuis são uma ótima escolha de combinações. Marsala no desenho gráfico Uma cor rica, Marsala é ideal para usar em graphic design e embalagens luxuosas. Agrada aos olhos, sem ser excessiva, atrai imediatamente o consumidor. Como embalagem é mais artística, podendo ser usada em materiais de alta tecnologia, assim como em escolhas mais baratas. Itens de papelaria se tornam imediatamente luxuosos com esta cor. Minha opinião: uma cor rica e elegante, que remete à opulência dos grandes salões e das grandes festas. Não combina em nada com nosso clima e informalidade tropicais. Vamos ver muitos biquinis nesta cor, mas estarão sempre fora de contexto. Como se fossemos novamente colonizados!

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Desapegando!

No período em que estive morando no exterior, quando meu marido estava muito doente e tive que montar uma casa às pressas, pois a expectativa era de que ele teria que fazer uma longa reabilitação, descobri que poderia viver com muito menos coisas do que tinha antes. O orçamento para a montagem da casa era limitado e o tempo também. Em um mês tive que achar uma casa adequada, comprar os móveis e objetos necessários para viver o dia a dia e neste tempo percebi, que muitas das coisas das quais fazia questão antes, na verdade não faziam nenhum sentido, a não ser encher meu lar de objetos desnecssários. Tinha duas mesas: uma para comer e outra para trabalhar. No quarto apenas a cama, o guarda-roupa e duas mesinhs de cabeceira. A cozinha, que já estava montada, não recebeu nenhum acessório, nem mesmo um micro-ondas. Apenas um mixer e uma batedeira, além da louça, que era para apenas quatro pessoas. E deu! Tudo era limpo em pouco tempo e ficava sempre organizado. Quando voltei para o Brasil e para minha casa, percebi que aquele espaço não me falava mais nada e entrei num processo de desapego aqui também. Me desfiz de muitas coisas desnecessárias. Meus vizinhos amavam a minha nova mania, pois ganhavam muitas coisas. Hoje voltei a consumir um pouco mais, mas cada vez que compro alguma coisa, penso bem se aquilo é realmente necessário. E a cada seis meses faço uma faxina geral e levo muita coisa para doação.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Por que será que gosto tanto de carimbo?

Sempre gostei de gravuras e de impressões, e os carimbos são uma forma simples de conseguir estes efeitos de que tanto gosto. E gosto da repetição, da superfície modulada pela repetição de uma figura. E, por isso, uso os carimbos em minhas estampas e por isso faço estampas. Os melhores carimbos para tecido são feitos de EVA. A textura fica delicada, sem necessidade de muita pressão, e a necessidade de recortes simples, faz com que se trabalhe de maneira limpa, sem muitos rebuscamentos. A tinta que funciona bem é a tinta para tecidos, principalmente por ser solúvel em água. Não trabalho com tintas que não sejam solúveis em água, para minha proteção e também para proteger o meio ambiente. Meus materiais de trabalho são simples também: pratinhos de isopor, rolinhos de espuma, e para a montagem dos carimbos uso capas de acrílico de CDs. Tenho um limite de tamanho para o rapport mas funciona bem. E os tecidos tem que ser sempre naturais, para se ter uma boa absorção da tinta. Para isso uso algodão, sarja e linho. Minha nova coleção é toda baseada na memória das viagens que fiz pelo Brasil. Recortes simples, que transmitem bem as coisas que encontramos neste país maravilhoso.

domingo, 2 de novembro de 2014

Reciclando móveis e lembranças

Dia destes tive que me desfazer de duas estantes que me acompanhavam já há anos. Confesso que fiquei muito triste ao praticar este desapego. Foram duas estantes que guardaram meus livros amados durante várias casas em que vivi. Pensei em reciclá-las, mas não teve jeito, a casa não tem espaço para elas, nem reciclando, nem pintando, não tem jeito. Foram para um bom amigo, que vai guardar nelas seus preciosos livros. Meus móveis são a memória da minha vida, das felicidades que tive e também das tristezas, das pessoas que passaram pela minha vida. Vou ter que me desfazer também de meu fogão, mas quando penso quantas comdinhas gostosas já cozinhei ali, tenho tanta dó, só que fogão velho é meio perigoso e não quero explodir ninguém .... Fico sempre procurando idéias de reciclagem, para que quando aquela uma peça começar a parecer meio antiquada eu possa mudá-la e mantê-la comigo, e manter com ela também vivas as minhas lembranças.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Neste fim de semana o programa é piquenique no jardim!

O tempo está bom, o verão está chegando, e o novo horário permitem que você instale mesas no jardim, convide alguns amigos e passem a tardezinha curtindo comidinhas gostosas e boa companhia. Nada de muito luxo, coisas simples, sucos, um vinho refrescado, flores em garrafas que você ia jogar fora. Frutas e saladas podem fazer deste lanchinho da tarde um momento inesquecível. Ou então, chame seu amor e curta com ele um final de tarde romântico, só vocês dois. O que importa é estar com quem se gosta! Algumas fotos são da http://blog.amyatlas.com

Como são as suas manhãs?

Existem aqueles dias que a vontade de ficar na cama é grande. Ouvindo, talvez, o barulhinho da chuva lá fora, a cidade acordando, os sons dos automóveis bem ao longe. Ou então vendo pequenos raios de sol se esgueirando por frestas de janelas. E, naquele pouco tempo que temos na nossa cama amiga, o pensamento vai longe. Busca aquela praia das últimas férias, ou aquela manhã linda numa cidade estranha, quando, com fome, a gente buscava, mais com o nariz, o cheirinho de um café. Mas, a gente joga os pensamentos longe, junto com a coberta, coloca os pés não chão da realidade e vai à luta, preparar o café, arrumar as crianças para a escola, dar o beijo no maridão. A vida não espera e temos que estar pronta para ela. Que o seu seja um ótimo dia!

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Temas brasileiros na estamparia manual

A coleção vai indo de vento em popa. São tecidos de edições limitdas com estampas manuais de carimbos e estênceis. O tema é brasileiro e trata de nossa memória! Aguardem!